comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 09.04.14 às 20:59link do post | favorito

O SMN, ou RMMG, (em Portugal) é de 659,46 EUR, porque o salário médio europeu de 2014 é 823,30 EUR e Portugal está a pagar 80,1% desse valor (em 2014), ou seja, 823.3 x 0.801 = 659,46.

 

expresso.sapo.pt/salario-minimo-em-portugal-cada-vez-mais-longe-da-media-da-ue=f864703

 

Os patrões até podem dizer, que são 659,46 EUR x 12 meses, mas, 485,00 x 14 / 12 = 565,83 EUR, o que é inferior aos 659,46 EUR que representam os 80,1% do salário médio europeu... E ainda levamos com a fórmula da, paridade do poder de compra, mas, tal factor é exactamente o oposto, ou seja, em Portugal ainda se ganha mais, porque em termos comparativos com a média europeia, na, habitação, alimentação, etc., se é para comparar, tem de se comparar a qualidade e o valor real desse produto, ora, em Portugal, habitação em condições (não há, edificada há menos de 10 anos para 10 milhões de habitantes), é tudo prédios e moradias devolutos, com anos de construção superiores a 10 anos, ou seja, habitação para uma minoria, da alimentação nem falo, que agricultura em Portugal é do tipo quando chove ou água do rio (urina pura, a qual filtrada escorrega que é uma maravilha); ou seja, vão fazer comparações com rigor e o SMN aumenta para 5000,00 EUR mensal!

 

Depois os sindicalistas (dos amigos do alheio) querem que o Coelho (o seu chefe) "aumente" para 515 EUR o SMN, o que significa que se fôr pago esse valor, o governo do Coelho põe ao bolso (livre de taxas e impostos) cerca de 140 EUR por trabalhador por mês (dos que estão no mínimo)... Como é que se aumenta um salário de 659,46 EUR para 515 EUR?

 

sicnoticias.sapo.pt/economia/2014-04-08-mais-de-mil-pessoas-manifestam-se-em-lisboa-pela-atualizacao-do-salario-minimo;jsessionid=E5531662CAC287F75F5A8642C57ADFCF

 

Um mimo da associação criminosa, o que tais documentos demonstra:

 

www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/legislacao/rmmg.html

 

www.portugal.gov.pt/media/803198/Retribuicao_Minima_Mensal_Garantida_2013.pdf

 

Tudo isto é feito para que andem a brincar aos doutores e socialismo, mas, às custas do dinheiro furtado aos trabalhadores... Aliás se houvesse democracia, o eleitorado votava na lista para governar e escolhia o tipo de governo a praticar, mas, não é assim, logo não existe democracia, não é o povo que ordena (são as associações criminosas ao abrigo da liberdade). No boletim tinha que estar o tipo de governo a praticar, socialista, democrático, republicano, monárquico, ditatura, etc., ou seja, escolhia-se a lista de pessoas para governar e o tipo de governo que tais pessoas usariam como regra para legislar durante o prazo estabelecido. Ainda ontem na Ucrânia, andaram à pancada no parlamento, em plena sessão, o que anula o conceito de parlamento, parlamento é para falar, não para lutar fìsicamente!

 

Só que, é tudo treta, é tudo meninos (a brincar), e não há ninguém capaz de lhes dar tareia educativa, porque a polícia são associação criminosa, porque o tribunal são associação criminosa, ou mesmo que não sejam, tais autoridades estão cheias de indivíduos que são criminosos. O furto das viaturas continua em alta, e com nova matrícula dos veículos furtados, porque os registos são aldrabados por tais polícias corruptos (ou indivíduos com acesso aos meios policiais), e assim o sistema naquele dia indica válido à alteração de matrícula, e no dia a seguir volta a estar a informar que tal veículo está em parte incerta (furtado), mas, a documentação já foi emitida e a matrícula trocada. É assim em tudo, e quando os apanham, os captores, ou são mortos, ou aceitam dinheiro para fingir que não tomaram conhecimento do esquema...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 05.05.11 às 18:34link do post | favorito

Quem é esta gente? Onde foram educados?

 

O facto é que qualquer indivíduo, ou grupo de indivíduos, que pensa que manda nos outros, algo está errado! Aqui, em Portugal, quem manda, é quem tem dinheiro, ou seja, é uma escravatura condicional monetária (se tens dinheiro mandas)...

 

Como cada vez mais existe gente sem dinheiro (e sem educação), aumenta o sistema de voluntários, ou seja, é uma escravatura socialista...

 

O facto é que ministros, e outros políticos, não foram instruídos para exercer cargo público... Nunca ouvi falar da escola superior da função pública... O que eles receberam de instrucção no sistema educacional, foram conhecimentos gerais, de ciências, como a, matemática, economia, geografia, engenharia, física, química, etc.; ora um estudante que termine o curso (e um curso não é suficiente para ser mestre, é apenas uma licenciatura), e seja inserido numa entidade empregadora, necessita de um curso profissional, para exercer actividade profissional, limitada aos métodos profissionais, os quais têm de estar enquadrados com os regulamentos nacionais e europeus... Caso contrário é um indivíduo que toma acções sem conhecimento do enquadramento legal, da entidade empregadora, onde está inserido, porque nenhuma faculdade ou universidade ensina tal enquadramento, por ser apenas válido em determinada empresa ou associação de empresas...

 

O mesmo se aplica aos ministros, e deputados, pois nenhum deles tem enquadramento legal com a entidade empregadora... O que são eles? Acho que são dirigentes sindicais locais, que pretendem auto-elevar-se a dirigentes sindicais nacionais, mas que são apresentados, através de propaganda, como ministros e deputados de todos os portugueses, o que é uma coisa, que até o varredor de ruas, pode afirmar, que é o varredor de ruas de Portugal... Mas na práctica só varre as ruas da área onde está empregado...

 

Também a polícia, sempre a aplicar coimas e multas, mas sem respeito ou consideração pelos enquadramentos legais... Por exemplo, um civil, que exerça actividade laboral, em quartel militar, não tem enquadramento legal com o código militar, e no entanto, todos os dias, circula em estabelecimento militar...

 

O mesmo se aplica às eleições, ninguém tem a obrigação de votar, nestas listas de candidatos, porque tal votação, está limitada, aos que aderiram ao sindicato de tais delegados ou dirigentes... O problema, é que no nosso mundo, a câmara dos comuns, está em Inglaterra, e tal como Portugal recebe produtos da China e Taiwan, feitos por mão-de-obra barata, também outros recebem os produtos de Portugal, feitos por mão-de-obra barata... Tem tudo relação com o que se ganha e gasta, pois se houver um país, que tenha mão-de-obra, a um cêntimo de euro por hora, todos passariam a importar desse país, tal só não acontece, porque se desconhece qual país que fabrica com tais condições...

 

O que é um ministro, senão um guarda-livros, nada mais... Quem decide são, os donos da terra, os senhores. Os ministros apenas zelam pelos registos, e ordenam a sua aplicação!

 

A minha pessoa não participa em eleições, sejam, nacionais, regionais, ou locais, aliás tudo o que é publicado por edital, não é coisa boa, pois já fui forçado a cumprir com a instrução militar, e o resultado foi, intoxicação alimentar, operação de urgência ao apêndice, perda de faculdades, danos morais com alguma gravidade, despesa para o estado sem proveito para ambas as partes, etc.; e alguma vez fui indemnizado, nunca!

 

O facto é que querem me forçar a aturar os filhos dos outros, pois os polícias, geralmente são aqueles que na escola pública praticavam o "bullying" (quem apanhou tareia lembra-se deles), os políticos são aqueles que na adolescência praticavam roubo dos, berlindes, ou o que se tivesse nos bolsos (em caso de dúvida perguntem ao primeiro, o que é o alto-dos-moinhos, actualmente uma urbanização em Lisboa)...

 

Mas actualmente, são todos cidadãos, mas lá diz o povo: "O que nasce torto, tarde, ou nunca se endireita."


mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO