comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 21.08.14 às 14:30link do post | favorito

Piratas são os gajos e gajas que se fazem passar por VIPa (Very Important Pategos), nomeadamente no parlamento...

 

Agora querem taxar a cópia privada e como não conseguem fazer prova de quem faça tal acto, vão taxar todos, ou seja, algo que não é crime, fazer cópias de conteúdos, pois o que é crime é fazer passar-se pelo autor de certo conteúdo (quando não seja o autor).

 

Aliás para existir cópia privada, seria necessário que existisse um registo legal do conteúdo em questão, e registo em formato digital, depois teria de se comparar byte a byte se o conteúdo copiado é igual ao conteúdo registado... Ora não existe tal registo online, onde o copiador possa verificar que a sua cópia é igual ao registo legal, logo não existe legalidade em tal proposta de lei, apenas um princípio geral, que se fosse aplicado a todas as pessoas do governo, desde, polícias, a deputados, a funcionários públicos, bombeiros, e militares, etc., como também não é possível verificar quais são corruptos e quais não são, aplica-se uma taxa de corrupção a todos, o que renderá aos cofres do estado entre 20 a 15 milhões de euros!

 

observador.pt/2014/08/20/copia-privada-imposto-discussao

 

Aliás a cópia privada tem de ser aplicada a todos os ficheiros, ou seja, faço um desenho digital, e pimba, como não tenho prova legal de ser o autor, estou a piratear. Escrevo um documento, tipo carta a um amigo estrangeiro, e pimba, como não tenho prova legal de ser o autor, estou a piratear. Emito uma factura electrónica, e pimba, como não tenho prova legal de ser o autor, estou a piratear...

 

Também podemos aproveitar e demonstrar que nada sabem sobre, direitos de autor, e classificação de conteúdos, e seu registo legal, pois vídeos de pessoas a praticar sexo, são legais e não são imorais, é tudo uma questão de classificação, a qual não existe em Portugal, pois nem os filmes que passam na TV tem tal classificação, com idade recomendada, apenas colocam um círculo vermelho no canto, caso alguém tenha decidido que o filme pode causar transtorno a certos espectadores, ou seja, não têm capacidade e habilitações para classificar conteúdos visuais. Serve de prova em www.adultrental.com onde se pode pesquisar sem registo e gratuito, quais os últimos filmes publicados, tanto por título, como por nome de actor. Tal prova que o conteúdo sexual é legal em diversos países, nomeadamente na UE pois aderiu à internet e aos seus, regulamentos, normas, e protocolos.


mais sobre mim
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO