comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 25.11.13 às 20:40link do post | favorito

Será que estão a inaugurar campo de concentração em Borba? Será que continua a haver troca de identidades em pleno século XXI? Será que o terror está permanentemente à porta?

 

sicnoticias.sapo.pt/pais/2013/11/25/governo-quer-mais-envolvimento-de-instituicoes-sociais-privadas-na-educacao-e-saude

 

Uma aparente inocente inauguração, de um Centro para Deficientes, leva a questionar a sanidade mental do primeiro-ministro, porque, existem milhares de crianças em risco (cerca de nove mil, segundo os noticiários), existem milhões de pessoas adultas e idosas a passar necessidades básicas (frio, fome, higiene), e o primeiro-ministro gasta o seu tempo a inaugurar um Centro que irá cuidar de indivíduos incapazes de cuidar, e de se defender, deles próprios, e dos outros, o que não faz sentido no panorama nacional, onde todos os dias, veículos são furtados, pessoas são assaltadas, tudo com violência se necessário. E a polícia em todo o lado, menos onde tais actos ocorrem, estações de comboio, parques de estacionamento, via pública, etc.; o que demonstra a total conivência das autoridades locais e internacionais, aliás quem duvide, pergunte a quem já ligou para o 112, nesses casos.

 

Tudo indica que o Passos Coelho, o corpo humano que diz ser o primeiro-ministro, não é quem diz ser, ou seja, algures quando o verdadeiro Pedro Passos Coelho era apenas um adepto da juventude social-democrática, um gajo, quase de certeza da Damaia (concelho da Amadora), deu o golpe fatal ao verdadeiro e passou a assumir a identidade do Passos Coelho; o mesmo se aplica ao Hélder Rosalino, o qual habita, ou habitava, junto à rotunda das piscinas da Damaia, e que todos os jovens de 1989-1994, o conhecem bem do café Papillon, onde o alcóol e a droga abundava.

 

Ora posto isto, sendo como factos prováveis, só resta deduzir que foram apanhados, e agora são obrigados a trabalhar para aqueles que têm o monopólio dos assassinatos e troca de identidades. E o Centro para Deficientes não é mais que onde colocam os verdadeiros corpos dos Passos Coelho deste mundo, e lá estão, com danos mentais graves, quase sempre a babar-se, sem conseguir sequer articular um vocábulo (não vá o diabo tecê-las)... E são estes corpos que ninguém sabe de onde vêm, e há sempre uma velhinha que dirá que nasceu assim, lá na casa da não-sei-quantas! Terror mesmo.

 

O mesmo no caso da GNR em Pinhal Novo, onde o dono do café é o GNR que dizem que morreu, pois aquela foto é dele em novo (este esquema é muito usado para ter direito a pensão de viuvez, ou indemnização aos familiares)... É tudo cenário de ocorrências falsas! E depois lá vem novamente a velhinha dizer e mostrar onde morava o GNR (treta, a velha deve ser a viúva do GNR, o qual está vivo e a trabalhar no seu café)... Chiça que terror, pois nesse café, nem um copo de água deve estar em condições?

 

Além de tudo isto, porque gastam os governos fortunas nestes estabelecimentos, quando o facto é que nunca ninguém ouviu dizer que foi inaugurado um refeitório que sirva refeições a pessoas carenciadas (mesmo que fosse cobrado um euro por menu), ou seja, uma pessoa com insuficiência económica fica isento de pagar taxas moderadoras, mas, tem de pagar os medicamentos, e tem consultas no serviço nacional de saúde de borla, mas, medicamentos e alimentos não (tem de recorrer a instituições privadas, as chamadas de solidariedade); muito estranho, quando tais instituições só servem para distribuir o lixo que os outros doam, sendo o maior depósito de vestuário usado a igreja católica...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 09.10.13 às 21:49link do post | favorito

Em directo, ao vivo, e a cores, o Passos Coelho, na qualidade de entrevistado no programa "O País Pergunta", é uma coisa digna de assistir.

 

www.rtp.pt/programa/tv/p30367

 

O PM já disse que as pensões que ficaram por pagar o ano passado, estão a ser pagas este ano, ou seja, este ano, tais pensionistas, estão a receber ambos os subsídios do ano anterior, e os subsídios deste ano serão pagos no ano que vem, o que é uma treta de todo o tamanho, pois nunca irão receber os subsídios nas datas correctas. O mesmo, o PM, podia fazer ao país inteiro, ficava um ano sem pagar salários e pensões, e no próximo ano pagava esse ano anterior, e assim consecutivamente, mas, nunca haverá lugar a pagamento.

 

Depois o Jornal de Angola, manda recados às elites portuguesas, o que só por si já constitui prova que existe pessoas superiores em Portugal, aos demais habitantes (deve ser os licenciados, que de elite nada têm, apenas sabem que nada sabem)... Ora recados e troca de insultos por jornal, não é reciprocidade, é falta de dinheiro nos compromissos e mercados acordados!

 

www.publico.pt/portugal/noticia/jornal-de-angola-exige-reciprocidade-nas-relacoes-entre-lisboa-e-luanda-1608527

 

Voltando à entrevista, um painel com homens e mulheres, e apenas as mulheres fazem perguntas ao PM, parece-me que são todas madames pertencentes à organização do Passos Coelho, e que vieram representar as várias casas (bordeis) espalhadas pelo país, e as respostas, são recados e instruções, aos capangas que visionam tudo pela TV... Só assim faz sentido tais perguntas e respostas, que mais parecem ser conversas de mercearia, do tipo gasto tanto, recebo tanto, e não dá mais! Haja paciência.

 

O Passos Coelho bem que podia ser um querido, e aproveitava a vinda das mulheres a Lisboa, e apresentava-se ao tribunal, com todas essas testemunhas, e assumia perante o país, os seus negócios e esquemas, para que não haja dúvida que ser dono de uma casa de convívio sexual (tipo swing), nada tem de ilegal neste território. Crime é ser pobre... Assim evitava este linchamento público, que é lamentável.


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 05.01.13 às 22:47link do post | favorito

O primeiro-ministro não é ministro de Portugal, nem do estado português, nem do governo, simplesmente porque se fosse já teria sido demitido. É impossível ser cego quando se está no topo do parlamento. Aliás o índice de corrupção coloca Portugal perto do 30.º lugar, porque em Portugal em cada 100 funcionários públicos, cerca de 60 são corruptos. Se fosse primeiro-ministro combateria a corrupção implementando medidas que visariam acabar com a corrupção e fraude, ora como continua tudo na mesma, e ainda furtam o dinheiro e os rendimentos dos trabalhadores e das contas bancárias, logo, não é ministro.

 

E agora decidiram colocar a ARTV na TDT, e é mesmo às claras que assistimos à estupidez dos deputados, os quais passam o seu tempo, a debater coisa nenhuma, com graçolas e bocas que é suposto ser alguma crítica política, quando não significa nada, ou pode significar mil e uma coisas, ficando dependente da imaginação de cada um. Aliás a ARTV é o espelho de Portugal, só funciona nas horas de expediente, e quando funciona apenas serve para foder o país. Aliás o Coelho podia ordenar a emissão de pornografia na ARTV durante, todo o dia de sábado e todo o dia de domingo, e assim aproveitava o tempo de antena morto. Depois se a semana tivesse corrido mal, colocava pornografia má, daquela amadora, mesmo de fraca qualidade. E se, a semana corresse bem, colocava pornografia daquela boa, com gajas boas, que só apetece é saltar para cima do televisor... Assim fodia o país durante a semana, e no fim-de-semana mostrava o resultado!


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 03.10.12 às 23:56link do post | favorito

Hoje, o Gaspar das finanças, comunicou que o IRS aumenta 2% em todos os 5 escalões para 2013, o que me deixou surpreso foi os 4% de taxa extra para todos, e mais 2,5% de taxa de solidariedade para os ricos...

 

Mas, as notícias informam: "Na prática, com estas medidas, o aumento sentido pelos contribuintes será de 35% e o escalão mais elevado dispara para 54,5%." (SIC). Não percebo como um aumento de 2%, na prática é de 35%, nem como os 35% equivale a um salário anual?!?

 

O que eu acho, é que quem paga, tem de mandar, ou seja, se um contribuinte paga uma determinada quantia anual, também pode decidir o que esse dinheiro deve pagar... Se isso não acontece, então penso que o ideal será os trabalhadores portugueses ordenarem a diminuição do poder do parlamento, na percentagem proporcional ao dinheiro que lhes vai ser retirado em 2013, ou seja, se lhes retiram 35%, então, o parlamento passa a ter menos 35% de poder!

 

O que eu queria que o Gaspar comunica-se ao país, era, portugueses e portuguesas, a partir de agora a taxa de IRS passa para um único escalão, o qual equivale a 110% do rendimento anual, e assim um trabalhador chegava ao fim do mês, e recebia zero euros, e ainda ficava devedor ao estado do Gaspar! Assim, sim, até dá gosto trabalhar (safa)...

 

E no fim do dia, é necessário perceber, que quem trabalha, não o faz necessariamente para produzir riqueza, e na prática, nem sequer existe uma relação entre o trabalho realizado e a retribuição recebida, o que deixa o Gaspar de fora de qualquer governo da república portuguesa; devem ter ido buscar este ministro a alguma multinacional, e procura liquidez a todo o custo.


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 05.05.11 às 18:34link do post | favorito

Quem é esta gente? Onde foram educados?

 

O facto é que qualquer indivíduo, ou grupo de indivíduos, que pensa que manda nos outros, algo está errado! Aqui, em Portugal, quem manda, é quem tem dinheiro, ou seja, é uma escravatura condicional monetária (se tens dinheiro mandas)...

 

Como cada vez mais existe gente sem dinheiro (e sem educação), aumenta o sistema de voluntários, ou seja, é uma escravatura socialista...

 

O facto é que ministros, e outros políticos, não foram instruídos para exercer cargo público... Nunca ouvi falar da escola superior da função pública... O que eles receberam de instrucção no sistema educacional, foram conhecimentos gerais, de ciências, como a, matemática, economia, geografia, engenharia, física, química, etc.; ora um estudante que termine o curso (e um curso não é suficiente para ser mestre, é apenas uma licenciatura), e seja inserido numa entidade empregadora, necessita de um curso profissional, para exercer actividade profissional, limitada aos métodos profissionais, os quais têm de estar enquadrados com os regulamentos nacionais e europeus... Caso contrário é um indivíduo que toma acções sem conhecimento do enquadramento legal, da entidade empregadora, onde está inserido, porque nenhuma faculdade ou universidade ensina tal enquadramento, por ser apenas válido em determinada empresa ou associação de empresas...

 

O mesmo se aplica aos ministros, e deputados, pois nenhum deles tem enquadramento legal com a entidade empregadora... O que são eles? Acho que são dirigentes sindicais locais, que pretendem auto-elevar-se a dirigentes sindicais nacionais, mas que são apresentados, através de propaganda, como ministros e deputados de todos os portugueses, o que é uma coisa, que até o varredor de ruas, pode afirmar, que é o varredor de ruas de Portugal... Mas na práctica só varre as ruas da área onde está empregado...

 

Também a polícia, sempre a aplicar coimas e multas, mas sem respeito ou consideração pelos enquadramentos legais... Por exemplo, um civil, que exerça actividade laboral, em quartel militar, não tem enquadramento legal com o código militar, e no entanto, todos os dias, circula em estabelecimento militar...

 

O mesmo se aplica às eleições, ninguém tem a obrigação de votar, nestas listas de candidatos, porque tal votação, está limitada, aos que aderiram ao sindicato de tais delegados ou dirigentes... O problema, é que no nosso mundo, a câmara dos comuns, está em Inglaterra, e tal como Portugal recebe produtos da China e Taiwan, feitos por mão-de-obra barata, também outros recebem os produtos de Portugal, feitos por mão-de-obra barata... Tem tudo relação com o que se ganha e gasta, pois se houver um país, que tenha mão-de-obra, a um cêntimo de euro por hora, todos passariam a importar desse país, tal só não acontece, porque se desconhece qual país que fabrica com tais condições...

 

O que é um ministro, senão um guarda-livros, nada mais... Quem decide são, os donos da terra, os senhores. Os ministros apenas zelam pelos registos, e ordenam a sua aplicação!

 

A minha pessoa não participa em eleições, sejam, nacionais, regionais, ou locais, aliás tudo o que é publicado por edital, não é coisa boa, pois já fui forçado a cumprir com a instrução militar, e o resultado foi, intoxicação alimentar, operação de urgência ao apêndice, perda de faculdades, danos morais com alguma gravidade, despesa para o estado sem proveito para ambas as partes, etc.; e alguma vez fui indemnizado, nunca!

 

O facto é que querem me forçar a aturar os filhos dos outros, pois os polícias, geralmente são aqueles que na escola pública praticavam o "bullying" (quem apanhou tareia lembra-se deles), os políticos são aqueles que na adolescência praticavam roubo dos, berlindes, ou o que se tivesse nos bolsos (em caso de dúvida perguntem ao primeiro, o que é o alto-dos-moinhos, actualmente uma urbanização em Lisboa)...

 

Mas actualmente, são todos cidadãos, mas lá diz o povo: "O que nasce torto, tarde, ou nunca se endireita."


mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO