comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 12.05.14 às 22:40link do post | favorito

Por acaso, quando era menino, visitei Fátima levado pela avó, e vi a Fátima no seu caixão de vidro, o que era um corpo desmanchado, um corpo cujos ossos eram semelhantes a plástico, com pele plástica de um rosa pálido...

 

Mas, a questão é o que aconteceu na Cova da Iria e o que matou a Fátima?

 

Digo eu, que a Fátima e os pastorinhos supreenderam algum Zeppelin cheio de nazis a furtar água, água que, ou pertencia à Fátima, ou de quem a Fátima sabia ser o seu dono, e zás, mandaram-lhe com algum gás ou ácido que lhe transformou o corpo de tal forma, que passar muitos anos da data da sua morte ainda não estava em decomposição...

 

O resto são histórias, mas, Fátima, hoje como santuário está cheio de nazis (ou católicos) que procuram ser superiores aos outros, quando a própria bíblia que pregam diz, que deus não faz diferença de pessoas, e que todos são iguais aos olhos de deus, mas, pregam uma coisa e fazem outra... Sempre assentados nos melhores lugares... Sempre bem bebidos e comidos... Os peregrinos que paguem as suas mordomias, e todos aqueles que usam os serviços do santuário (santuário não, aquilo é uma mina de ouro)...

 

Os nazis têm as costas largas, mas, quem mais podia ser? A G. N. R.?

 

Também voltando às dívidas, o povo alemão ficou devedor, no tempo da guerra, quando terminou, de pagar todo o dano que realizou aos países vizinhos e também os mortos do lado dos Aliados... Mas, hoje em dia, que culpa tem o povo alemão desse passado quando a maior parte deles nem era nascido quando a guerra acabou... Terão que continuar a pagar as dívidas dos seus antepassados? E Portugal tem de pagar à Alemanha, para a Alemanha pagar à Rússia e aos países vizinhos? E a Ucrânia que quer guerra com a Rússia, porque os outros países europeus têm de ser afectados por isso, ou envolvidos, se a única coisa que têm em comum é a moeda Euro e a mesma taxa de câmbio face ao dólar...

 

É sempre a mesma situação, seja Fátima, seja a Alemanha nazi, seja a Ucrânia, vem logo uma carrada de gente reivindicar que tem de se pagar isto e gastar aquilo, mas, não passam de tretas, e abuso e fraude dos seus executores, com o próposito de lucrar e ficar com o dinheiro dos outros (mas, dinheiro ou dívida)?

 

P. S. católicos, significado, viciados em gamar, catar (gamar, roubar, furtar) + ólicos (vício, hábito, costume).


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 20.12.13 às 20:48link do post | favorito

A convergências das pensões é algo digno de uma mentalidade criminosa, onde convida (à força) os sistemas em vigor, a aderir à sua política fascista, onde todos têm que ser ladrões, sem direito ao seu bom nome.

 

O governo, ilegal, faccioso, usa os chumbos do tribunal constitucional, para servir de muleta e prova que é governo legítimo, pois o TC só pode se pronunciar sobre entidades legítimas e cumpridoras dos seus deveres.

 

Por outro lado, um governo, cuja sede de estabelecimento do gabinete do seu primeiro-minitro está registado em Bruxelas, o que torna complicado qualquer queixa-crime na justiça...

 

expresso.sapo.pt/dois-secretarios-de-estado-saem-do-governo=f847149

 

Mas, no fundo, todos estes intervenientes, desde, juízes, ministros, deputados, cidadãos, etc., são indivíduos que se fazem passar, ou comunicam nos meios de comunicação social, como sendo algo, que não são. Eu tenho cartão do Continente, e isso não faz de mim um cliente do Continente, nem serve de prova que sou cliente, clientes do Continente são aqueles que estão registados nos livros de contabilidade no POC. Eu tenho cartão de cliente, o qual todas as compras a venda a dinheiro efectuados com tal cartão serão lançadas em um cliente, que provàvelmente terá milhares de cartões em uso... Eu também tenho cartão de cidadão, mas, novamente não sou cidadão, se quiser efectivar actos de cidadania, serão registadas num cidadão que fez emissão desse cartão...

 

Ou seja, o que esses intervenientes são é gajos que querem decidir o que fazer com os dinheiros alheios, pois são dinheiros que eles não realizaram tal capital, mas, querem gerir para implementar aquilo que eles acham que deve ser feito com tais dinheiros.

 

De um lado temos os que trabalham e realizaram o capital, e do outro lado, temos, os juízes, etc., os quais nunca trabalharam em entidade que produza riqueza e consiga vencer no mercado nacional. Ou seja, existem colectivos, que produzem e têm encomendas com entrega realizada, conseguindo realizar capital para pagar os seus salários e obrigações, e ainda ter lucro, ou seja, com pouco capital conseguem produzir produtos que nos mercados têm valor elevado, bastante superior ao que foi gasto.

 

Do lado dos que trabalham querem a diminuição total dos impostos, ou seja, realizarem o capital através do resultado do seu trabalhos. Do lado dos outros querem o aumento dos impostos total, ou seja, 100%, para que tenham direito, a casa, alimento, e emprego, pagando apenas o imposto (o qual à muito que deixou de ser único).

 

Depois temos os ladrões, que são chamados de mafiosos, tipo coelhone, que querem fingir que são de um dos lados, mas, que querem é dinheiro no bolso, o corrupto... É preciso é saber sacá-lo.


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 15.09.13 às 20:33link do post | favorito

Segundo, José Seguro, que declarou, que o Governo quer pôr pensionistas a financiar buracos orçamentais, a questão é, então e o que vai a autoridade a que o José Seguro pertence fazer? Nada, como nada? Porquê? E o dever de fazer cumprir a legislação?

 

www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/seguro_governo_quer_por_pensionistas_a_financiar_buracos_orcamentais.html

 

Então, mas, isso de colocar o dinheiro dos outros a financiar as bolsas dos ladrões não é novidade, aos anos, que usam a inflacção no PVP, dos bens que podem ser adquiridos nas lojas comerciais, para financiar todos e tudo, menos o adquirente... Já para não falar do dinheiro do IRS e IVA que é retido em sede...

 

Isto de colocar os ladrões na TV a declarar aquilo que eles e os seus pares fazem, não se entende! O que será que os meios de comunicação social pretendem? Avisar os outros ladrões que foram apanhados? Ou para mudarem de "modus operandi" criminoso, que esse não funciona?

 

Aliás, a violação da bolsa alheia já aconteceu nos depósitos bancários, ou seja, nos depósitos a prazo, onde o dinheiro tem de estar na data de término do prazo do depósito e com mais dinheiro do que o constituído inicialmente. Isto das reformas é o mesmo dos depósitos à ordem, ora, se o depósito é feito à ordem, é para estar parado até o titular dar a ordem de levantamento, mas, se alguém usar esse dinheiro, deixa de estar à ordem, e passa a estar em parte incerta, pois não pode estar em dois sítios, no mesmo momento.

 

Como é que os pensionistas podem financiar o quer que seja, se não são entidade financeira, e o dinheiro é para estar parado até ser usado para pagar as prestações aos pensionistas... Primeiro colocam o dinheiro em fundos geridos por entidades financeiras, depois o dinheiro desaparece, depois a notícia diz, os depositantes (neste caso os pensionistas) financiaram algo que ninguém tem conhecimento, nem sequer foi comunicado aos pensionistas, por via legal, que estão a ser obrigados a financiar alguma operação de terceiros...

 

Autoridades em Portugal, não existe nem uma, é tudo conivente e como tal é tudo criminosos, pois se estão coniventes com crimes conhecidos por todos e nenhuma autoridade actua, então não são autoridades, mas, entidades clandestinas que se fazem passar por autoridades, para enganarem os queixosos. Por outras palavras, o esquema da democracia mundial do século XXI, sendo a sua casa mãe a ONU.


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 19.06.13 às 16:57link do post | favorito

A procura de uma renda periódica é o único resultado pretendido por toda a movimentação e regulação dos bens e sua aquisição, nomeadamente os direitos.

 

Depois temos aqueles que procuram por todos os meios ficar com os direitos dos outros, sendo o mais comum, a produção clandestina e embalada e distribuida como sendo o produto original. O bem mais cobiçado é a água, mas, como não existe água nem para 1% da população, os outros 99% levam com o esgoto, ou seja, águas sujas que depois de tratadas são fornecidas à população, sendo quase sempre, a mesma água tratada a circular, vezes sem conta.

 

Nestes que ficam com os direitos dos outros, estão todos aqueles que conseguiram entrar na lista do PR, e assim, ficam décadas nas escolas, como funcionários e professores e directores, ficam décadas nos bombeiros, ficam décadas na assembleia da república, etc., e como não existe emprego sem entidade empregadora, todos estes são pagos com os direitos dos que estão empregados, e tal como a água limpa, é cobiçada, e as águas de tais esgotos são depois distribuídas vezes sem conta, ou seja, também o dinheiro que é pago aos empregados, é depois entregue e circula vezes sem conta de mão em mão, mas, tal como a água, já foi usada, já foi paga, e no entanto é novamente fornecida e cobrada ao preço de água limpa (a original). Ou seja, regra geral, estamos sempre a pagar pela mesma coisa, e se quem usa a água, retivesse a água na fonte, os outros à muito que tinham morrido à sede (assim morrem dos agentes poluidores presentes nas águas tratadas). O mesmo se passa no dinheiro.

 

O problema é que depois de aqueles que recebem por estar na lista do PR, não se querem ir embora, dando o lugar ao próximo (geralmente mais jovem), e assim temos desempregados e falsos empregados que tiram os direitos aos verdadeiros empregados, apenas porque varrem o chão e assim, mesmo que os empregados nem sequer circulem nas vias onde eles varrem, ou seja, varreu, alguém pagará...

 

O PR é a coisa mais fabulosa deste país, pois quem estiver na lista do PR, tem os direitos garantidos e uma vida fácil. O PR é o... Pay-Roll, ou seja, a lista dos beneficiários dos dinheiros alheios!

 

A guerra é necessária para acabar com as velharias e fomentar a nova lista do PR, da limpeza e reconstrução das cidades...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 28.04.13 às 18:24link do post | favorito

A justiça em Portugal acabou à algum tempo, talvez várias décadas mesmo.

 

Quem tem medo de lutar (e talvez morrer)? Eu não. Sou pobre mas se me atacam, defendo-me e luto até à morte (do adversário claro)! O facto é que desde a minha idade adulta nunca ataquei o meu semelhante, mas, sempre que me atacaram, ou aos meus queridos, lutei, e defendi o meu espaço e soberania.

 

Agora, até quando somos vítimas de tentativa de assalto, e quer lutemos, ou não, para proteger e manter a posse dos bens pessoais, e apresentemos o ocorrido tanto, na PSP, ou na GNR, dependendo da freguesia onde se faça a queixa, depois ainda temos de lutar e defender a carteira da PSP ou GNR... Parece piada, ou anedota, mas, em pleno século XXI, os indivíduos fardados, que se fazem passar por agentes da PSP, ou militares da GNR, enviam carta registada para o queixoso (ou ofendido como eles dizem, o que é uma subtil troca de papéis), e caso este não se apresente na data e hora e local por eles definido, leva coima, ou similar, entre cerca de duzentos euros e até mil e tal euros... Ora se isto não é um ataque à justiça, e furtar os queixosos que apresentem queixa nos postos de segurança territorial, não sei o que seja, até porque os queixosos têm direitos se provarem o sucedido, mas, tais PSP ou GNR ficam com esses direitos anulando a queixa e fazendo-se passar por entidade habilitada a interpretar e aplicar a legislação, quando o dinheiro, que é aquilo que tais entidades (PSP e GNR) visam, e que pertencia ao queixoso, fica na posse dos PSP ou GNR, o qual é o objectivo principal deles, nos dias correntes...

 

Agora, até vítimas de violência doméstica, têm direito a cerca de cinco mil euros... O que na mentalidade dessa gente da PSP ou GNR, é do tipo, se não tem dinheiro para pagar as contas do mês, apanha-se uma bebedeira e espanca a mulher e os filhos, para ela ficar com o dinheiro e depois pagar as ditas contas...

 

Já eu, já fui, espancado, esfaqueado, envenenado (no estabelecimento militar onde fui forçado a cumprir com a instrução militar, que de militar nada tem, sido operado de emergência ao apêndice), furtado, trabalhador sem retribuição, etc., e até à data, os euros que recebi, foi zero.

 

Em pleno século XXI, e afinal as histórias que ouvimos dos tempos da monarquia, onde o rei e seus súbditos, e o clero, e depois no fim o povo, viviam às custas de os tributos aplicados a cada população, caso contrário matavam-nos e destruíam tudo por onde passavam, continua igual, a diferença é que ensinam que a pirâmide inverteu, ou seja primeiro o povo, depois o clero, e por fim o rei e seus súbditos, mas o que se mantém é quem paga tudo é a população, e se não pagar, eles (PSP e GNR e Fisco e etc.) tiram tudo, com recurso à força (se necessário), e se houver resistência (e depois acrescentam, à autoridade, que eles não são) matam (se necessário) para fazer cumprir, dizem eles, a legislação.

 

Eu cá já escolhi, morte aos bófias e assim, que se fazem passar por agentes, mas, que não têm agência, nem superior que os controle, é tudo na base do mando e se desobedecer leva chumbo; pelo que afirmo se me atacam e me matam sem justa causa (não existe justa causa em Portugal pois não à pena de morte, seja qual fôr o crime), também eu mato, ou mando matar tal PSP e GNR, que não passam de animais sem trela.

 

Aliás, um superior, seja, na hierarquia militar, seja, na ordem da natureza, é aquele que nunca toma acções que resultem em diminuição, ou morte, do seu inferior, pelo que sempre que somos atacados por insecto, tipo, cão, melga, ácaro, etc., fica demonstrado que não são nossos superiores, nem inferiores, pois tentam nos prejudicar, e tal como se mata, um cão, ou uma melga, também se deve matar tais PSP e GNR...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 09.11.12 às 22:16link do post | favorito

Vi esta notícia que diz que a Segurança Social só tem dinheiro para mais oito meses de pensões:

 

http://economico.sapo.pt/noticias/seguranca-social-tera-perdido-15-mil-milhoes-na-bolsa_155542.html

 

Como é que é possível ser autorizado jogar na bolsa com o dinheiro dos contribuintes e chegar a esse ponto?

 

Felizmente também existe esta notícia, o que recupera as perdas e ainda dá um lucro de 300 mil:

 

http://economico.sapo.pt/noticias/fundo-da-seguranca-social-valoriza-18-mil-milhoes-este-ano_155616.html

 

Ou será que o ministro do trabalho é doido, e a uns diz que perdeu o dinheiro na bolsa, e a outros diz que tem o dinheiro guardado no fundo da Segurança Social? Só falta saber onde está o dinheiro? Eu quero dinheiro! Dê-em-me dinheiro! Dinheiro! Só penso em dinheiro! Estou a ressacar de euros!!! Uma moedinha vá lá, é para comer um bolo!


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 22.09.12 às 21:51link do post | favorito

Um conselho de estado que dura mais de 8 horas, cujo tema foi "A resposta europeia à crise da Zona Euro e a situação portuguesa" e a decisão final é, o recuo da TSU, o aumento do IRS, e uma sobretaxa equivalente a meio salário por ano. Mas, afinal, o que estas decisões têm a vêr com o tema? Nada, tudo uma farsa.

 

O que se passa é fácil, após o conselho de estado, vi dois exemplos que explicam o sucedido no conselho de estado; o comunicado do presidente do Benfica, e o comunicado da associação dos pilotos de aeronaves; o Benfica vai vender jogadores e diminuir salários dos jogadores para... Para pagar o aumento do IRS e a sobretaxa do, presidente do Benfica, e de todo o pessoal da administração, e manutenção, e outros funcionários, do Benfica; o piloto das aeronaves disse que representa cerca de 1500 pilotos, ou seja, traduz-se que ele vai sacar algum dinheiro a cada um desses 1500 pilotos, para... Para que esse indivíduo possa pagar o aumento da taxa sobre as suas aeronaves. E, isto é o que o governo está a fazer, e o que os presentes no conselho de estado estão a fazer, a criar legislação para sacar àqueles que eles digam que representam, para... Para eles poderem pagar as taxas que lhes são impostas pelo BCE...

 

E porquê? Porque o BCE tem o poder de lhes tirar dinheiro das contas bancárias que esses gajos do governo actual, e anteriores, possúem na União europeia (o chamado off-shore).

 

Então e os pensionistas? As pensões e subsídios continuam a ser pagas como sempre, esses gajos dos governos, é que conseguem desviar o pagamento da pensão e subsídios para outras contas, diferente da do pensionista destinatário.

 

E como é possível alterar a conta bancária de destino? Tudo graças à recente alteração da legislação dos levantamentos de sigilo bancário, por parte do fisco, etc.; o que abriu porta para alterar o sistema informático das transferências bancárias. E à alteração da forma do pagamento dos salários por transferência bancária, para que todos os pagamentos estejam no sistema bancário.

 

No fundo é um esquema de pirâmide, com furto a todos os que recebem dinheiro de entidades. Segundo, as minhas contas, devem ser uns cem mil indivíduos, em todo o território nacional que estão a tentar (e a conseguir) tal gigantesca operação informática de sacar dinheiro dos outros, sem fundamento legal. Ou seja cada um dos cem mil, fica com o dinheiro de cem destinatários de dinheiro pago por entidades, o que faz os quase dez milhões de habitantes.

 

E no fundo esse é o poder das autoridades, pois conseguem efectuar operações bancárias nas contas de outras pessoas, singulares, ou colectivas, sem o consentimento dessa pessoa, ou o consentimento da entidade bancária. Seja, o BCE, o Tribunal, o Ministério Público, etc.; a lista de autoridades não tem fim.

 

E é aqui que eu provo que não sou autoridade, porque não tenho qualquer acesso ao que quer que seja, ou seja, cidadão nacional da treta, sem estado, nem casa (tipo, Casa de Portugal)...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 13.06.11 às 21:53link do post | favorito

Como é possível que estejam com propaganda que estão a formar governo, após as eleições, nas quais ganhou a abstenção, por maioria absoluta, sendo essa a vontade do povo, e, no entanto, fingem que estão a formar coligação, quando mesmo todos juntos, perdem, pois a democracia ditou que a abstenção venceu (sem condições para governo).

 

Depois é sempre a mesma coisa, na altura de pagar, todos os portugueses têm de pagar, mas, na altura de receber, só alguns é que têm direito a receber, seja por pensão, seja por subsídio...

 

Aliás como pode o país funcionar, se um trabalhador, que fique desempregado de longa duração, ou um desempregado à procura do primeiro emprego, não recebe nada, mas tem despesas, caso procure emprego, tem de se vestir, tem de se alimentar, tem de se deslocar, ou seja, é sempre a gastar... Ainda se queixam que as reformas são baixas, e que os abonos são diminuidos, então e todos os outros, que não recebem nem um euro por dia... E pior que não receber um euro por dia, por estar sem emprego, é mesmo que queiram ganhar um euro por dia, não conseguem porque não existe neste território nacional, um local, onde um indivíduo necessitado de dinheiro, possa trabalhar e ganhar um euro, que seja...

 

A verdadeira dificuldade, neste território nacional, é encontrar um político, sem pensão, ou outra fonte de rendimentos, sem estar empregado ou a desempenhar cargo público! Agora, segundo as notícias, fizeram pedidos de subvenção vitalícia, o que só demonstra que tipo de assembleia da república se tem, é do tipo de mama até ao caixão, e mesmo depois de morrerem, muitos deles ainda têm direito a honras militares, e toda a gente sabe que os funerais custam uma fortuna, e ainda mais caros ficam, quando envolve honras, e quem paga não são eles, são outros que nem sequer os conhecem...

 

Devo ser o único que acha que não existe democracia, nem socialismo, nem sociedade, mas, o que existe é, impostores, e propaganda, e formas de explorar as massas, e ficar com o controle das massas, para que façam o que os políticos ordenam, ou seja, primeiro haver condições de mantêr os rendimentos deles até ao caixão, depois logo se vê, se sobra algum estado para os inferiores, esses indivíduos também conhecidos por trabalhadores... Mas afinal, quem constrói, quem transporta, quem produz?


mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO