comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 12.08.14 às 15:47link do post | favorito

Fizeram um estudo (treta, faz de conta) e concluíram que, existem mais alemães na Alemanha que portugueses, existem mais alemães no Brasil que portugueses, existem mais moçambicanos em Portugal que portugueses. Onde estão os portugueses?

 

Ora esses gajos do parlamento, e demais estrangeiros, naturais de Moçambique, são clandestinos em Portugal, de acordo com os regulamentos e legislação publicada, pois nasceram em Moçambique e são moçambicanos, mas, vivem em Portugal, por razões obscuras. Mesmo que os seus pais sejam portugueses, tal, não lhes altera a sua naturalidade, e vivem em Portugal como emigrantes, mas, ilegalmente, pois não têm estatuto de emigrante, nem contrato de trabalho anterior à sua entrada clandestina no país...

 

Os pais portugueses até podem ser apenas dois fodilhões (já com barbas no cú) que estejam estabelecidos em Moçambique sempre a fazer filhos e a enviá-los para Portugal ainda em tenra idade. Ou isso, ou jesuítas (ou outros nazis) a brincar aos deuses, a criarem corpos humanos (tipo Adão), e a enviá-los às centenas para cá! Outra hipótese é, serem jovens que chegam à conclusão que nada valem em Moçambique, e vão por esse mundo fora (desertores) a roubar e a matar e a assumir a identidade dos desgraçados que matam!

 

Outros poderão dizer que Portugal perdeu a guerra do Ultramar e agora somos constantemente invadidos, mas, tal não é verdade, caso Portugal tenha perdido de propósito por não querer mantêr as colónias e similares, devido aos custos e prejuízos causados pelos produtos recebidos de tais locais, infestados de insectos africanos terríveis, e doenças ainda piores. Mas, o facto é que, Portugal é Trás-os-Montes e o resto é paisagem!

 

Seja como fôr, temos agora uma situação financeira às claras, onde ficou demonstrado que os banqueiros (entidades financeiras) e até o Banco de Portugal, ficam com o dinheiro alheio, ou permitem que outros fiquem com o dinheiro alheio, o qual não se encontra à guarda de ninguém, e a sua única protecção está na sua constante circulação, trocando de mãos a cada minuto, numa tentativa de impedir que os ladrões fiquem com tudo. Mas, de nada lhes serve, pois Espanha continua a reinar, e apesar de as fronteiras em Gibraltar estarem invadidas por africanos, os carabineros continuam a causar pesadas baixas nessa população invasora (o mesmo fazem os italianos), o que levanta a questão, será que a pretalhada (Passos Coelho e outros que tais) não gosta dos Algarvios (essa gente amigável e simpática)?


mais sobre mim
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO