comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 17.02.15 às 22:03link do post | favorito
A questão da república e da legislação, fica por esclarecer nos meios de comunicação, ou melhor, a quem compete esclarecer e instruir a população, tipo, um gajo quer comprar algo, um carro, uma casa, uma TV, etc., e quem tem conhecimento, ou dever, de o informar como fazer, e que significa tal aquisição, e qual o uso que pode fazer, etc.; desconheço tal gabinete de apoio em qualquer loja do cidadão...

Ora, a constituição da república diz que alguém tem direitos e deveres, mas, como tal não se verifica para todos os da população, leva a questionar a quem se aplica tal texto (tratado ou similar)! Ora a constituição de família é um dos direitos, mas, segundo as farmácias, as quais têm um cartão, chamado de família portuguesa, induz-nos que a família é a portuguesa e não o apelido no nome, ou seja, o conjunto dos apelidos nacionais pertencem à família portuguesa, e podem vir para o território nacional um monte de franceses e constituir uma família francesa, será assim? Além disso também são conhecidas as casas, a casa alentejana, a casa do povo, a casa de portugal, etc., existem centenas delas... Pessoalmente acho que família é a classificação de Darwin, e a família, segundo essa classificação, é a dos homens, mas, deixa de ter lógica, pois se é tudo homens, qual família é constítuida?

Dito isto um gajo quando nasce é exactamente igual a outro que nasça noutro local nesse dia, e no entanto irá ter tratamento diferente, pois tudo depende de quem são os seus progenitores, uns são vendidos (a chamada barriga de aluguer), outros vão direitinhos para a barraca, infestada de pulgas e esgoto, outros vão para habitações devolutas, onde os pulmões são massacrados constantemente, e alguns vão para moradias e até palácios. Portanto igualdade onde? Só se fôr igual no formato, cabeça, tronco, e membros, porque no tratamento é sempre desigual.

Ou seja, quem instrui a população, a que se refere a igualdade e liberdade descrita na constituição, porque no tratamento e direitos habitacionais, e vestuário, alimentação, etc., não existe igualdade... E porque existe procurador da república, o que procura ele? E porque dão nome a um gajo, com registo, se não lhe serve para nada? Cartão de cidadão é uma anedota e farsa, e até mesmo uma vigarice, pois é fácil, através de máscara, fazer-se passar por outra identidade! Segurança zero, a bófia continua a disparar arma de fogo, e outras armas, em plena via pública, por tudo e por nada.

A única explicação é que, tanto os políticos da TV, como os polícias das operações Stop, sofrem de doenças mentais, e eu apostaria, maníaco-depressivo para os primeiros, e degeneração cerebral para os segundos, e quem os coloca nestes afazeres são médicos, os quais são impotentes contra tais doenças, e como são minoria perante os doentes, são obrigados a fazer todas as vontades aos doentes, ou fazem ou levam bala, que apesar de serem doentes, sabem premir o gatilho.

mais sobre mim
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28


pesquisar
 
blogs SAPO