comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 13.01.13 às 00:43link do post | favorito

Tantos anos a estudar na chamada escola pública, e afinal não aprendi muito, sim, porque a cultura geral é vasta, e bem vistas as coisas, ensinam é quase nada, e como não faz lógica até o que ensinam na primária, o aluno, geralmente, perde o interesse, logo em tenra idade...

 

Por exemplo, a descrição de uma simples planta, como está em agrup696cne.no.sapo.pt/Recursos/carqueja.htm é algo que me ultrapassa, porque, nunca me ensinaram tais coisas, outro exemplo, é a heráldica, e assim, porque tais ciências ajudam até a perceber melhor o emprego da língua portuguesa!

 

Quanto ao que ensinam na primária, começa logo com o alfabeto, e o seu emprego, porque, não tem lógica que a letra s tenha dois usos, se existe a letra z, ou seja, a letra s devia ter sempre valor de ss, e a letra z, seria usada em palavras como casa, ou seja "caza", e a letra c com cedilha, seria também sempre substituída pela letra s, ou seja, a palavra caça, seria "casa", mas lia-se "cassa". Todas as palavras com duplo s, seriam substituídas por apenas um s, pois esse seria o uso da letra s. Também a letra g e a letra j, seriam usadas conforme a palavra gato para a letra g, e a palavra geleia, e similares, passariam a ser escritas como se diz, ou seja, "jeleia".

 

Hoje, em dia, com o programa da escola obrigatória, um estudante, tinha que fazer vários cursos superiores, para conseguir, definir uma planta, interpretar a legislação, exercer uma actividade comercial, interpretar os livros de contabilidade, e sei lá mais o quê!


mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25

27
28
31


pesquisar
 
blogs SAPO