comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 29.01.12 às 21:09link do post | favorito

É inútil conversações com os políticos, aliás, todos os sindicatos são, também, inúteis, levando apenas ao diminuir das retribuições dadas aos trabalhadores. Os sindicatos só servem para organizar instalações colectivas, no local de trabalho, tipo, refeitório, sala de convívio, etc.; qualquer tentativa de conversação com o patronato ou governo, é inútil, e sempre um fracasso, sendo a única forma generalizada de luta, a greve, a qual só serve para prejudicar o patronato, e por consequência todos os trabalhadores.

 

O facto de que quaisquer conversações com os políticos são inúteis, deve-se aos regulamentos, que os obrigam ao sígilo, seja segredo de estado, seja outro tipo de segredo. Ou seja, quando se ouve um político dizer que a crise obriga a mais impostos, está a mentir, porque se tal fosse verdade, estaria a violar o sígilo profissional... Também é inútil qualquer entrevista ou programa televisivo, cujo objectivo seja entrevistar um membro do governo, porque o sígilo impede-os de falar sobre tais assuntos, e por isso, quando um político é entrevistado, o político responde sempre com frases que não respondem à questão... Aliás, qualquer imagem de político na televisão só serve para queimar tempo de antena, o qual tanto custa aos contribuintes e investidores televisivos. Os factos, até apontam, para uso de golpes baixos, da parte da classe jornalística e da classe política, pois tais entrevistas, podem levar a coimas à estação televisiva, e até indemnizações ao político, por tentarem forçar o político a revelar segredo ou quebrar o sígilo; claro, se um político quiser sacar dinheiro, é só combinar tudo com o jornalista, e depois a estação televisiva é que paga, sendo tal dinheiro dos contribuintes cujo destino seria o audiovisual, mas que assim tem outro fim, o bolso do político...

 

Então porque razão comunicam a alguns trabalhadores e pensionistas que não irão receber o 13.º e 14.º mês? Para começar se tal medida ainda não foi publicada em diário da república, tal representa uma violação do sígilo, e por conseguinte, tal político, deve ser afastado do governo. Por outro lado, um contrato quando alterado unilateralmente permite à rescisão pela outra parte, durante os primeiros quinze dias da alteração, sem que tenha que indemnizar ou perder benefícios; ou seja, se um contrato, com direito a catorze meses, é alterado ao fim de vários anos, para doze meses de retribuição, permite ao trabalhador rescindir com tal entidade, alegando, alteração das condições iniciais contratuais... Ainda por outro lado, também pode significar, que todos os trabalhadores e pensionistas, que perdem o 13.º e o 14.º mês, estejam, ou estiveram, ao serviço de entidade não empregadora, e como tal, sem enquadramento legal, com o contrato de trabalho em vigor, sendo então as retribuições mensais, desses trabalhadores e pensionistas, pagos com o dinheiro destinado ao pagamento da mercadoria interna ou importada, estando assim encontrado o monstro que fica com o dinheiro!

 

Em caso de dúvida, nunca pergunte a um político, pois a resposta é inválida... Sempre!


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 26.01.12 às 18:35link do post | favorito

Pois é, os políticos actuais, são mentirosos, e nada espertos...

 

Ora, se Portugal tem dívida, a culpa (ou responsabilidade) não é dos trabalhadores. Porquê? Porque os trabalhadores só gastam o que ganham a trabalhar, e se houver casos de endividamento, é particular, ou seja, lá porque um trabalhador deve dinheiro a outrém, os outros trabalhadores nada têm com isso, quem realizou o negócio de emprestar é que fez asneira, pois não zelou para ter garantias que as prestações seriam pagas...

 

Então, quem deve dinheiro a outros países? São aqueles que importam mercadoria, e depois não recebem o pagamento pela mercadoria entregue (ou seja perdem a mercadoria), seja esta apropriada pelos polícias ou fiscais, seja esta entregue nos canais de distribuição, e o dinheiro nunca depositado nas contas correctas; ou seja, o povo paga na loja, mas, o dinheiro é que não chega lá. Porquê? Porque os políticos e outros dirigentes não devem nada à inteligência, aliás, pelo andar da coisa, os políticos, só fazem asneira da grossa, contribuindo para o endividamento externo e interno, pela simples razão, que não têm as habilitações necessárias para governar o quer que seja, incluíndo a eles próprios... Os políticos, deviam estar todos internados, quanto mais não seja por mania da grandeza... Se fossem os maiores, o país não estaria em crise, ou seja, o país teria tudo pago, com as contas em dia, mas a organização política é nula, e os políticos querem é o deles ao fim do mês, e trabalhar o mínimo, que é por isso que passam a vida, a legislar as mesmas coisas, ou seja, este ano alteram a lei do arrendamento, para o ano alteram a lei do trabalho, no ano seguinte a esse alteram a lei da televisão, tentam alterar a constituição, mas quase sempre com fracasso, e não saiem da cepa torta...

 

A pergunta é simples, quem contratou estes partidos políticos, para governar? Eu não fui. O povo também não (só se fôr alguma minoria).

 

O problema, é que minaram de tal maneira o comércio local, que sempre que um gajo compra qualquer coisa, paga impostos directos e indirectos (chegando ao dobro do valor adquirido), sempre que um gajo gasta electricidade, paga impostos e portarias (chegando ao dobro do custo da electricidade), sempre que um gajo trabalha, paga impostos e taxas (chegando a ficar sem metade do que ganhou)... Ou seja, quem são os monstros que ficam com o dinheiro, pois se um gajo paga o dobro, recebe metade, se o dinheiro não chega aos importadores; quem são os monstros que ficam com o dinheiro?


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 15.01.12 às 21:12link do post | favorito

Mas, então, quem é o deus, que fala com o Caím? Que faz o dilúvio? Que fala com o Moisés? Mas, então, quem é o diabo que fala com Jesus Cristo? É, o Adão, o Adão, o Adão, o Adão.

 

A Trindade, conforme diz na Bíblia Sagrada, é formada, pelo pai, pelo filho, e pelo espírito santo, ora, o pai é o Adão, o filho é o Caím, e o espírito santo é o Abel que foi morto pelo Caím deixando de ter corpo humano, para habitar na terra maldita apenas em espírito.

 

Também diz no Apocalipse, que a besta, é o homem que se assenta no lugar de Deus, e cujo número é o 666, ora seis é o número atribuído ao homem, e assim três números seis, significa três homens, ou seja, Adão, Caím, e Abel. Também diz no Apocalipse que a besta sobrevive a uma grande chaga mortal, a qual ou foi feita pelo Caím na mesma altura que matou o Abel, e tenha lutado com o Adão, ou a minha favorita, ter sido o fruto proibido que o Adão ingeriu, o qual lhe provocou um buraco algures na barriga, e assim, teve visão da sua nudez, no sentido que conseguia vêr o interior do seu corpo... Nudez é algo que está visível...

 

Penso que a prova para que tal deus seja o Adão, o qual penso ainda hoje em dia estar vivo, e a habitar a terra maldita, é o dilúvio, sendo este o primeiro relato de um genocídio, o Deus do Éden jamais destruiria os homens... Por falar em genocídio, leva-nos à segunda guerra mundial, onde de acordo com os livros de história, os alemães sob o comando de Hitler, assassinaram todos os Judeus que apanharam... Mas, de um ponto de vista bíblico, faz com que sejam mortos, aqueles que não adorem a besta, ora se recusarem adorar o Adão, acabam mortos, o que talvez seja o que os Judeus do Holocausto se recusaram a fazer, o que é estranho porque se são Judeus, então são descendentes do Adão... Outra hipótese é os alemães, ou seja os povos saxões serem os descendentes de Adão, e assim obrigarem os Judeus a escolher entre adorar e morrer... Ainda outra hipótese é tanto os alemães, como os Judeus, não serem descendentes e assim ambos acabam mortos, pois na guerra também morreu muito alemão, ou seja, morreram todos aqueles que não adoraram o Adão (a besta).

 

O facto, é que em pleno século XXI, de acordo com os noticiários, a guerra continua um pouco por toda a parte da terra (não sei porque nunca assisti ao vivo a nenhuma), ou seja, de um ponto de vista bíblico, para que possam matar muito homem e mulher, sem levantar suspeitas da verdadeira razão; ou então a fachada da guerra é mantida, para que o povo não adore o deus da terra maldita...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 14.01.12 às 15:01link do post | favorito

O Éden, onde o Adão e a Eva se alimentavam, foi concebido, com um propósito. Tudo indica, porque na Bíblia Sagrada diz que todas as coisas são purificadas no ventre, relativo aos alimentos, ou seja, na minha opinião, o Adão foi criado para purificar os alimentos impuros ingeridos, porque os alimentos ingeridos, passam por diversas fases, sendo o resultado final, fezes, as quais contém uma mistura de alimentos e sangue, ora o sangue é rico em Oxigénio, e assim as impurezas nas fezes ficam vivificadas pelo sangue... O que aconteceu quando o Adão ingeriu o fruto proibido, foi que introduziu fruto, o qual não estava impuro, no seu ventre, e o resultado foi a visão da sua nudez...

 

Também diz no Apocalipse que o diabo é preso, e depois importa que seja libertado por algum tempo, e que enganaria, se possível, até os escolhidos de Deus, ora o diabo foi solto, e enganou a serpente, e a serpente enganou a Eva, e a Eva enganou o Adão... Ou seja, tanto, a serpente, como a Eva, como o Adão, não eram os escolhidos de Deus.

 

Depois disso, o diabo foi para sempre lançado no inferno, também conhecido por Hades, mas é minha opinião, que o diabo lá está, não por castigo, mas, porque diz na Bíblia Sagrada, que o fogo tudo purifica, e como o Diabo está sempre impuro, tem de estar no fogo para ser constantemente purificado...

 

Ora a Bíblia Sagrada, diz que o povo Judeu, é o povo escolhido de Deus, mas se esse povo descende do Adão, e o Adão não foi escolhido de Deus, como pode o povo Judeu ser o escolhido. Não me parece que o povo seja escolhido por Deus, nem o Judeu, nem outro povo qualquer...

 

O homem foi criado, para inalar Oxigénio e expelir dióxido de carbono, e para engolir alimentos e evacuar fezes, esse é o propósito do homem existir, nem mais, nem menos...

 

E assim foi o paraíso do Génesis, até que Deus expulsou o Adão e a Eva, e colocou impedimentos, para que ambos nunca mais pudessem lá voltar...


comentar
publicado por Lisboeta1970-, em 13.01.12 às 22:19link do post | favorito

Para falar de religião, vem me à memória as imagens dos muçulmanos virados para Meca, todos prostados no chão (a cheirar o rabo uns dos outros), estando apenas o sacerdote na torre, ou seja, todos os fiéis se colocam num nível rente ao chão, para que apenas o sacerdote esteja perto de Deus; esta é a interpretação que faço de tal práctica dos muçulmanos...

 

Nunca li o Corão, mas já li a Bíblia Sagrada, tanto o velho, como o novo testamento. Tal livro é o livro mais importante da religião não muçulmana, seja, a católica, a pentecostal, ou outra... Começa no Génesis, e termina com o Apocalipse... O Génesis refere a criação do homem e da mulher, nomeadamente do Adão e da Eva, e aqui começa a adivinhação do significado das palavras inscritas nesses textos, o que para se poder interpretar é preciso ir ao original, porque as traduções perdem sempre muito do significado, e como diz o povo, quem conta um conto, acrescenta sempre um pouco... Nunca li o original por isso o que vou dizer, é apenas a minha opinião...

 

Acho, que quando Jesus Cristo, no sermão da montanha, fala sobre os pássaros que não trabalham, e que Deus cuida deles, quanto mais do homem, não está correcto, porque os pássaros, e outros bichos, como, a abelha, e a formiga, e a aranha, trabalham e muito; no caso dos pássaros caçam minhocas e outros insectos, apanham ramos para construir o ninho, e muito mais... Aliás o mesmo Jesus se refere a Deus como um pai que está ausente, e que quando voltar irá castigar aqueles que maltratam o seu filho, ou que são maus servos, ou seja, o próprio Jesus ensina que Deus não está na terra, nem a visita...

 

Depois quando o apóstolo João escreveu o Apocalipse, ou também conhecido por livro das Revelações, ou seja, o texto que revela tudo, escreve, Eu Sou o Alfa e o Ómega, o Princípio e o Fim, referindo-se a que, o livro do Génesis, e o livro do Apocalipse, são o mesmo, ou seja, tudo o que neles está escrito, já aconteceu, e aconteceu na mesma altura... Lá está escrito sobre um animal com sete olhos, e assim, e este animal existiu no Éden (o paraíso do Adão e Eva), o cordeiro de Deus, e talvez ainda exista... Lá também diz que o diabo e o falso profeta são vencidos por Deus, e que o Diabo fica para sempre no Inferno, que é onde está, para todo o sempre... Lá também diz que é criada a nova Terra, apenas não sei se aqui é a velha ou a nova...

 

Depois existe todo o episódio da serpente, da maçã, e da mulher e o homem que desobedecem a Deus, perdendo algo, que leva Deus a dizer que maldita é a Terra por causa da desobediência dos dois, mas se Deus é o pai, nada mais normal, que o filho desobedecer, nem que seja, pela curiosidade de provar algo diferente... Na minha opinião Adão e Eva foram os únicos da espécie humana que estiveram perto de Deus, e também os únicos que falaram com Deus... Depois disso Deus abandonou a Terra, porque se tornou maldita, ou seja, desagradável... Mas a Bíblia Sagrada, tem muitos relatos, de outros homens que falaram para Deus, mas nenhum (incluíndo Jesus) ouviu a sua voz em discurso directo, como o Adão. E este afastar de Deus, é na minha opinião, o começo da religião, ou seja, o contar de como Deus é, e como fala, e o que diz, ou seja, Adão o contou aos seus filhos, e os seus filhos, a outros, até que houve homens que se dedicaram a contar tais histórias, os sacerdotes...

 

É claro que hoje em dia, ninguém saberá tais histórias, ou seja, está tudo perdido na memória de outrora...

 

O que existe hoje em dia, é os defensores do chamado Espírito Santo, mas o espírito é aquilo que não tem forma corpórea, ou seja, um cheiro, também é um espírito, e santa, na minha opinião, significa onde está coisa sã... Também a Bíblia Sagrada refere que Deus é vida, e que é o Espírito de Deus que tudo vivifica, e que sem o Espírito, o corpo está morto, o que me leva a afirmar que o Espírito de Deus é o ar puro que respiramos, o qual está em toda a parte; e comprova-se que qualquer animal que não respire, ao fim de algum tempo acaba por falecer... Hoje em dia também se ensina, que o ar é composto em parte por Oxigénio, e que ao inalarmos Oxigénio, este é absorvido pelo sangue nos pulmões, sendo essencial na existência de todas as coisas...

 

Religião, é então, a tentativa de se mantêr as memórias de como Deus é, e qual a sensação de estar na Sua presença, etc.; tudo o resto que as pessoas ao longo dos séculos foram praticando e chamando de religião, é outra coisa qualquer, desde o poder de curar, ao falar com Deus, a não ser, que seja, tudo feito num sentido figurativo, como recordação do que já existiu, mas, que na práctica não tem qualquer efeito.

 

E, assim, Deus, o criador de todas as coisas, lá está, longe, para nunca mais voltar à Terra maldita.


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
27
28

30
31


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds